Idiossincrasias
 

Persistência

O amor não marca hora para chegar.

Não pede licença, não bate na porta. Chega, assim, de repente, e logo se instala.

O amor não sabe a hora de ir embora. É desobediente, insistente.

Aqui, ele chegou para ficar.

Aviso a ele que acabou e ele me desafia a provar.



Escrito por Pri Guerra às 15h49
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
Meu perfil
BRASIL, Mulher
MSN - pridua@hotmail.com


HISTÓRICO



OUTROS SITES
 Fabricio Carpinejar
 Delírios de Momento
 Reflexões, inflexões, flexões...
 Espaço Livre - Flavia Garcia
 Alma Gorda
 Íslenzk
 Maternidade do texto
 Menina-cabeça-de-liquidificador
 Fora de Sintaxe
 Receptor de Idéias
 Como calar


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!